Possibilidade perturbadora.

Sabe quando um desejo incontrolável cresce dentro do peito e toma conta da mente e pouco a pouco do corpo, mas não se sabe da onde vem, nem pra onde vai, muito menos se sabe sobre o objetivo ou o tema??? É isso que sinto nesse momento, essa vontade perturbadora de sequenciar palavras e fazer alguma diferença com isso.

Mas por aqui o processo anda lento, viciosamente, travado. Parece que certos projetos e vontades escorrem pelos dedos, é como tentar pegar fumaça, correr em direção a algo que está sempre distante. E então achamos que o problema está no objetivo, mas sei que isso é uma impressão equivocada, não ha nada de errado com os projetos em si, o problema está, perfeitamente, localizado na minha confiança, diga-se falta de, no que eu uso como modelo ou referencia que me fazem pensar de mais, e então torna-se uma tarefa angustiante.

Na verdade, esse é um grande paradoxo na minha vida, e ele é composto de afirmações simples e claras  para mim que se conflitam e orbitam umas nas outras. Olha só: Pensar sobre coisas, refletir é fundamental para ter alguma certeza no seu modo de agir. Por sua vez, agir cria consequências nem sempre previstas ou analisadas, então é preciso pensar e analisar para agir, só que agir cria situações imprevisíveis, que merecem a atenção do sujeito e o esforço mental para tentar agir da melhor maneira, só que eu não sei qual é a melhor maneira e nem tenho como saber as consequências de um ato, então tudo fica muito expandido dentro de um universo de probabilidades muito amplo. Então tudo isso vira um circulo vicioso em que não se  consegue escapar por bobeira e fica se repetindo de uma maneira que chega a ser cômica porque é boba, ou seja, um ato simples e vital como pensar torna-se um obstaculo muito louco colocado por você mesmo para te autossabotar, que na realidade é seu medo agindo pela suas costas pra te manter numa área de conforto que, muitas vezes, nem é confortável. O que não faz o menor sentido. Perplexa me define.

Então esses desejos incontroláveis de fazer algo crescem e você fica angustiado percebendo que está agindo como um inseto que voa em círculos em volta de uma lampada. Simplesmente porque seu sistema de navegação está obsoleto pois não acompanhou as tecnologias humanas de criar luz artificial, e ok, não é culpa do inseto, porém ele está fadado a morrer de exaustão andando em círculos achando que está seguindo em frente ou então acaba se aproximando de mais do referencial e acaba morrendo queimado. E não tem a compreensão que isso está acontecendo com ele. Em todo caso, a vida está cheia de armadilhas como esses círculos viciosos, paradoxos e complicações. O problema não é o objetivo a se alcançar, talvez nem mesmo seja o caminho. Talvez essas voltas angustiantes que a mente e os insetos dão seja só um problema de referencial.

Pode acreditar, dependendo do referencial você esta sempre parado ou então sempre em movimentos circulares e sem se dar conta. Uma palavra para isso: perturbador. Admito que não sei se a sequencia de palavras que se desenvolveram  fizeram alguma diferença para mais alguém, mas para mim foi escapar de morrer queimada pela lampada nesse domingo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s