escrevendinho: improdutividade

Não conheço uma pessoa que em algum momento não tenha reclamado da sua alta capacidade de procrastinação e confessado certa culpa pela improdutividade desse tempo usado em nada. Pois é, acho que temos nossos momentos. Mas na faculdade, eu vou te dizer, isso é fonte de frustração infinita. No meu caso, o problema nem é tanto procrastinar o problema, a angustia me domina mesmo quando penso na minha improdutividade acadêmica.

12400972_1106201839399460_8480496462712656559_n

Postado na pagina do facebook Sarah’s Scribbles em 23 de dezembro de 2015

Tenho amigos que vão dizer – Que isso?! Você está se preocupando à toa, deixa pra se pressionar assim no seu mestrado. Talvez eu esteja mesmo, me preocupando um pouco além da conta, mas se eu quero ir para um mestrado tenho que começar algo agora, ou não?  A angustia vem do circulo vicioso que sempre caio. A situação é a seguinte: faço um trabalho, me interesso pelo assunto, tenho dificuldades em escrever o trabalho porque sinto que preciso pesquisar mais sobre o assunto, escrevo, fico infeliz com o meu trabalho, leio mais, entrego, infeliz com o resultado mesmo assim, penso em melhorar o trabalho, talvez um artigo, leio mais, tenho a impressão que menos eu sei sobre o assunto, escrevo um esboço, “É! Não esta bom ainda”, me sentindo meio demente por escrever tantas coisas  e estar ruim, ler mais é a solução, sem entender, leio mais, penso que sei menos ainda e preciso estudar mais, olho para o esboço, desisto de escrever.

Em resumo, quanto mais escrevo sobre um assunto que me interessa mais dificuldade tenho em escrever algo sério e, se escrevo, outra novela para me convencer que aquilo presta.

Resultado final de vários dias de estudo: nada é produzido.

b8be0ac6ec7014dcebd5d5b71a113476

Vai ver é por isso que não gosto de revisar meus textos, quanto mais leio, menos vontade eu tenho de mostrar pra alguém. E, explica também, a minha resposta esquisitíssima quando alguém aparece e fala “li seu texto” e eu, em tempo recorde, terei mudado de assunto, dado tchau e saído, literalmente, correndo. 😀

Olha, tudo isso para admitir que não tenho solução pra improdutividade e nem pra insegurança. Tudo que sei é que é preciso insistir para não me deixar prejudicar. Sabe, eu me recuso a afundar.

16331ac6cc5e102b4ad822b94a492d5a

Se alguém  se sentir da mesma forma, vamos conversar, temos tanto em comum. 😉 E se alguém, por acaso, tiver a solução ou algumas sugestões entre em contato, por favor?!

Anúncios

2 comentários sobre “escrevendinho: improdutividade

  1. Então, como todo ser humano, temos a necessidade de nos cobrarmos muito além do que devíamos(com exceção de quando realmente não nos importamos). Essa cobrança gigante que criamos na nossa volta, seja por causa das pessoas que estão nesse círculo ou por nós mesmos tem apenas dois significados, um bom e um ruim: Nós nos importamos e nós nos preocupamos. Sinal de saúde porque nos importamos e um problema nos preocuparmos tanto. Se preocupar significa, nem sempre, que estamos com medo do futuro. E isso é natural, porque é um monstro que nós mesmo criamos.

    Minha dica: Ao invés de se punir achando seus textos não estão bons, peça para alguém ler ou até mesmo pedir a opinião de um outro professor sobre o assunto.

    É absolutamente normal escrevermos algo brilhante e acharmos ruim.

    Curtir

    • Só você pra achar que paranóia e insegurança é sinal de saúde, de alguém que ainda luta. Haha
      Mas você tem razão, medo é saudavel em muitos aspectos.
      Sabe, eu tenho esse horror das pessoas falarem dos meus textos, do que estou fazendo, da minha pessoa e etc, mas a intenção desse blog é superar iso. É conseguir me expressar e aprender a lidar com as idéias, opiniões e sentimentos alheios.
      Muito obrigada pela dica, talvez eu tenha que me forçar a superar alguns medos.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s